QUEL INDICA: 13 vinhos que adoramos no Tour Vinhos do Brasil

Oi, genteee!
No último final de semana, a convite do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin), participei da quarta edição do Tour Vinhos do Brasil – edição especial do Dia do Vinho.
Destemperados
O evento rolou na Casa Destemperados, em Porto Alegre, e, embora o tempo chuvoso, muita gente passou por lá para provar e comprar vinhos brasileiros!

Beber vinho na companhia das amigas é sempre bom!
Beber vinho na companhia das amigas é sempre bom!

Na ocasião, TREZE vinícolas ofereceram vinhos e espumantes para degustação: Vinícola Aurora, Casa Perini, Don Giovanni, Lidio Carraro, Maison Forestier, Nova Aliança, Peterlongo, Pizzato, Salton e as vinícolas da Associação Vinhos da Campanha, representada por Bodega Sossego, Campos de Cima, Guatambu e Peruzzo.
A gente provou o que as vinícolas ofereceram de melhor e selecionou UM produto de cada para te indicar. Espero que gostem!
 

  1. Bodega Sossego

Bodega Sossego
 Campaña Cabernet Sauvignon 2013. Um excelente vinho da Campanha Gaúcha. A Bodega Sossego tem uma produção pequena de cada rótulo. Este cabernet da safra de 2013 são apenas duas mil garrafas. Ou seja, é para preparar a taça, o melhor jantar da vida e desfrutar cada gole.
 

  1. Guatambu

 Noite do Pampa
Noite do Pampa. Espumante tinto? Temos! A vinícola Guatambu, de Dom Pedrito, também da Campanha, lançou neste mês o espumante brut Noite do Pampa, feito com merlot. O produto é, no mínimo interessante e vale a experiência.
 

  1. Campos de Cima

 Bocas
3 Bocas 2016. Um tinto, com corte de tannat, cabernet sauvignon e ruby cabernet, lançamento da Campos de Cima, também da Campanha Gaúcha. Uma curiosidade: o vinho é produzido com três castas, em homenagem as três mulheres da família e da vinícola na Estância de 3 Bocas. É uma supernovidade e a primeira “aparição em público” deste vinho foi na Casa Destemperados.
 

  1. Vinícola Peruzzo

 Peruzzo
Peruzzo Merlot 2011. Premiado no Brazil Wine Challenge, esse vinho tinto merlot da Peruzzo, também da Campanha Gaúcha, foi à indicação da enóloga da casa, e é um dos vinhos mais elogiados da região. Adorei.
 

  1. Don Giovanni

DON GIOVANNI - CERTO
Don Giovanni Cabernet Franc safra 2012. A casa que produz os melhores espumantes também apresenta vinhos de excelente qualidade. Este cabernet franc, variedade referência em Pinto Bandeira, é um daqueles vinhos para comprar mais de um. =D
 

  1. Peterlongo

Peterlongo
Armando Memórias Merlot 2015. Compre dois: um para experimentar agora e outro para tomar daqui alguns anos. Este é o primeiro exemplar feito pelo winemaker, enólogo francês Pascal Marty, para a Peterlongo.
 

  1. Pizzato

Pizzato
Fausto de Pizzato Verve Gran Reserva. Um tinto, soma das variedades de cabernet sauvignon, merlot e tannat. Uma deliciosa descoberta.
 

  1. Aurora

 Aurora-Reserva-Merlot
Reserva Aurora Merlot. Conhecido por estrelar o episódio do Master Chef gravado na Serra Gaúcha, este merlot é um dos meus vinhos preferidos da Aurora. Prove sem medo!
 

  1. Casa Perini

 Perini
Casa Perini Marselan. Eu poderia indicar o espumante moscatel rose da casa, que é incrível, mas você precisa conhecer o Marselan da Perini.  Conheci recentemente, durante o curso de sommelier, e gostei MUITO!
 

  1. Maison Forestier

Maison Forestier
Gran Legado Brut Champenoise. Elaborado a partir das variedades Chardonnay e Pinot Noir, este brut foi premiado neste ano em Paris, na França, no concurso Vinalies® Internationales 2017, e fez jus ao título: é maravilhoso!
 

  1. Lidio Carraro

 Lidio Carraro
Lídio Carraro Faces do Brasil Pinot Noir Rose 2016. A Lídio Carraro, que ficou conhecida por fornecer o vinho oficial da Copa do Mundo de 2014, apresenta esse belo pinot noir rose.
 

  1. Salton

 Salton
Salton Espumante Reserva Ouro. 70% Chardonnay, 20% Pinot Noir e 10% Riesling: um espumante maravilhoso, especialmente porque parte do vinho passa por barricas de carvalho antes de virar espumante.
 

  1. Nova Alliança

 Nova Aliança
Cerro da Cruz Chardonnay. Eu poderia indicar os sucos, que são referências no mercado, mas esse chardonnay merece ser compartilhado. É um vinho branco envelhecido em barricas de carvalho francês por um período de oito meses. Adorei!
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

POsts relacionados